• Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2019 - Thyago Macedo - Todos os direitos reservados.

Viva Mente: projeto busca melhorar a saúde mental na comunidade escolar


Foto: Divulgação

Uma equipe de voluntários colocou em prática, neste sábado, 26, um Projeto de Lei recentemente aprovado – o Viva Mente – que se propõe a contribuir para melhorar a saúde mental na comunidade escolar. A Escola Joaquim Honório, no Alecrim, recebeu o “I Encontro Saúde Mental e o Resignificado no Contexto Escolar”.


O vereador Dickson Junior (PSDB), idealizador do projeto, destacou a necessidade de trabalhar a questão, que considera a grande doença da sociedade da atualidade, diante de tantos casos de ansiedade, síndrome do pânico, depressão, mutilação e suicídios. “Estou satisfeito com esse projeto-piloto e espero que a gente tenha dado nossa pequena contribuição para esse grave problema. Queremos que a Prefeitura do Natal, que tem estrutura, sancione a Lei e implemente. Mas, enquanto o Município não faz, vamos fazendo esse trabalho de formiguinha, com a ajuda de voluntários, mostrando que é possível. Já estamos organizando a próxima edição nas Quintas”, adiantou.


Diretora da unidade pública, Rose Matias, observou que a ação de hoje teve um trabalho bem cuidadoso e articulado e, por isso, agradecia o público que compareceu – professores, funcionários e pais e alunos. “Esperamos ter outros momentos como esse. Vocês trouxeram um problema pra nós, porque todos queriam que essa equipe ficasse aqui durante a semana toda fazendo esse trabalho. Mas, foi muito válido esse primeiro momento, e vamos articular mais parcerias. Agradecemos demais o vereador pela Lei e por essa ação de hoje”.


A coordenadora, Cristina Mariana, reforçou: “Nós só temos que agradecer pela parceria. É algo ímpar que estávamos precisando. Geralmente, todos sempre se preocupam com o aluno, mas o professor precisa estar bem pra cuidar do aluno. Temos muitos docentes doentes. Foi bom demais hoje e ficamos muito satisfeitos. Foi muito proveitoso e até já conversei com pais, que me confirmaram também. Não nos esqueçam. Vamos continuar esse trabalho. Espero que a Lei realmente seja implementada, não somente aqui na escola, mas em todas as unidades da rede pública”, disse.


Um dos coordenadores da ação, o bacharelando em Psicologia Bruno Will Dantas da Cunha, enfatizou: “Foi um sucesso e já aguardamos, com ansiedade, as próximas edições. Obrigado, vereador Dickson Junior, por ter esse olhar de que é necessário cuidar da saúde mental da nossa população”. Seu colega psicólogo e também voluntário, Renato Dantas de Medeiros, complementou: “Tenho certeza que esse projeto vai gerar muitos frutos. Está acontecendo de uma forma muito bonita. Ficaram boas recordações desse primeiro evento e vou levar muitas coisas também pra minha vida do que ouvi dos professores e funcionários hoje nesta escola”.


Na ação, grupos foram formados para minicursos com cerca de duas horas de duração, onde se conversou sobre sinais de transtornos na área de saúde mental, formas de enfrentá-los, informações sobre serviços disponíveis para tratamentos, além de ouvir as demandas apresentadas pelos participantes, assim como realização de dinâmicas e vivências que aproximaram colegas de trabalho e servidores das escolas e familiares dos alunos. As crianças tiveram recreação sob cuidados de voluntários.


O Projeto de Lei

Aprovado no fim do mês de conscientização sobre prevenção do suicídio e atenção com a saúde mental – o Setembro Amarelo – o Projeto de Lei 104/2019 deve ser coordenado pela SME, com apoio e parceria das Secretarias Municipais de Saúde – SMS - e de Trabalho e Assistência Social - Semtas. O Poder Executivo deve designar uma equipe de trabalho multiprofissional, que tenha conhecimento vinculado ao tema. A matéria prevê a possibilidade de convênio, parceria e termo de cooperação para auxiliar seu desenvolvimento.


O programa terá sua atuação em período determinado pela equipe multidisciplinar, formada para coordenar o programa, tendo a realização e desenvolvimento de cada edição, em instituição de ensino municipal diferente, ficando a cargo do Poder Executivo, a elaboração de cronograma das instituições, que irão ser contempladas com a visita do programa, cabendo a ampla divulgação do citado cronograma.


O “Viva Mente” tem por objetivo trabalhar a questão através de procedimentos informativos, educativos, palestras, audiências públicas, seminários, conferências e outros meios, que a equipe multidisciplinar designada, achar necessário, sobre os modos de combate e prevenção dos males psicossociais escolar, em todas as suas formas.

Compartilhe