• Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2019 - Thyago Macedo - Todos os direitos reservados.

II Festival Literário de Nísia Floresta começa nesta quinta-feira


Começa nesta quinta-feira, 31, o II Festival Literário de Nísia Floresta. O evento é uma homenagem a escritora e primeira feminista da América Latina, Nísia Floresta. Além disso, vai oferecer à população uma rica e diversificada programação, como: lançamentos de livros, rodas de conversas com escritores e artistas, oficinas e mostra de filmes literários.


O Festival Literário acontecerá até esta sexta-feira, 1º, no horário da manhã e tarde, e tem como objetivo estimular a difusão da produção literária brasileira e potiguar, realizar intercâmbio entre escritores, estudiosos, professores, alunos e o público em geral. Também será um momento para estimular o consumo de obras literárias, o debate crítico e a ampliação do gosto e o hábito da leitura.


Entre os convidados que estarão presentes no evento teremos Constância Lima Duarte, uma das maiores estudiosas do nome de Nísia Floresta e que na ocasião fará uma palestra voltada para o público de mulheres, educadores, pesquisadores além de lançar sua mais nova obra, o livro #NísiaFlorestaPresente: uma brasileira ilustre.


Além de Constância, também é presença confirmada no Festival Literário a educadora, pesquisadora e ex-secretária de educação do município de Gravatá/PE, Carolina Campos. Ela irá ministrar uma palestra com o tema O Papel da Mulher na Sala de Aula. Vicente Serejo, Udymar Pessoa, o poeta Antônio Francisco, Joelson Araújo, os Poetas Mirins, dentre outros nomes importantes da literatura potiguar estarão se apresentando ao longo dos dois dias de programação.


O Festival Literário de Nísia Floresta é uma realização do Museu Nísia Floresta, da Prefeitura Municipal de Nísia Floresta, da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer, Cultura e Turismo, da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do RN, da Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural e do Centro de Documentação e Comunicação Popular.


A iniciativa conta com a parceria do IFRN, Fundação José Augusto, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Laboratório Plenno e da Secretaria Municipal de Educação.

Compartilhe