• Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2019 - Thyago Macedo - Todos os direitos reservados.

Em CPI Mista, Frota acusa Carlos Bolsonaro de coordenar 'gabinete de notícias falsas'


Foto: Roque de Sá/Agência Senado

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito das Fake News ouviu, nesta quarta-feira, 30, o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP). Ele denunciou a contratação pelo Palácio do Planalto de três assessores remunerados responsáveis por administrar páginas especializadas em fake news.


Durante seu depoimento, Alexandre Frota disse que Carlos Bolsonaro, filho do presidente, coordena o grupo direto do Rio de Janeiro, realizando reuniões e disparando seus comandos via WhatsApp.


O deputado federal Eduardo Bolsonaro, também filho do presidente, criticou o deputado Alexandre Frota, até pouco tempo colega de partido no PSL. "A pessoa é muito seu amigo, dá tapa nas costas, aí é eleito e muda de lado", disse o parlamentar. Frota foi expulso do PSL em agosto, após criticar o presidente Bolsonaro.


O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) fez um requerimento de convocação de Carlos Bolsonaro e quer que a CPMI também investigue um suposto telefonema do presidente à Frota, pedindo silêncio sobre o caso Queiroz.


Alexandre Frota afirmou que vai colocar o celular à disposição para ter o sigilo quebrado e comprovar o telefona do presidente. Ele também entregou um vídeo a comissão gravado em um evento no Palácio do Planalto no qual o presidente Bolsonaro teria repetido o pedido de silêncio no caso Queiroz.


Com informações da Agência Senado

Compartilhe